sexta-feira, 21 de abril de 2017

09 de Abril de 1980 – Os Normais chegaram ao Poder

Os Normais chegaram ao Poder na Cidade Épsilon [a então capital do País] em golpe que se denominaria antiquadamente de incruento – na verdade uma crise de tédio generalizada que de alguma forma se generalizou à política. O aparato burocrático [que se corporificava em torno da Academia de Administração e Ciências, também autoconhecida como Escola dos Melhores] dominava o país sub-repticiamente desde a decadência do Regime do Conselho dos Dezoito ao final dos anos quarenta. Dominava tanto que qualquer grupo que realizasse as bocejantes tarefas de assinar os decretos e fazer salamaleques a embaixadores estrangeiros não faria diferença.

Os Normais detém o galardão [talvez não de todo merecido] de serem igualitários, pois as posições de governo [talvez pela primeira vez na Humanidade] eram ocupadas não por indivíduos mas por casais.

O pós-modernismo logo baixou seu fogo laudatório ao ver os primeiros atos do primeiro casal [eles se sucediam tão rapidamente que nem vale a pena lhes consignar os nomes]: paletó [ou inexplicavelmente, gola rolê] para os homens, saia com estampas ou plissadas para as mulheres a partir dos 14 anos, além de outras medidas que geraram a crítica injusta de que o novo Poder tentava manter o país no Passado. [Injusta porque certos costumes, como a obrigação de visitas familiares todas as segundas-feiras, nem do passado faziam parte].

A Explicação do Casal Normal Presidencial para as críticas foi O que esperavam de gente tão normal??

Nenhum comentário:

Postar um comentário