segunda-feira, 19 de junho de 2017

25 de Abril de 2487 – Notícias sobre uma escavação

Os membros da equipe falavam [além de se comunicarem mentalmente] por uma mescla do dialeto samoiedo-angolano com uma outra língua [que, descobriu-se, tratava-se de uma forma (embora já bastante modificada) da antiga língua que se falava na região]. As cintas anti-gravitacionais e os veículos da mesma propulsão conduziram-nos de Alphaville [o nome da cidade principal emulava o de uma velha película feita para diversão dos bárbaros contemporâneos do terrível século XX] para a Dimensão Real [era este o nome da metade sudoeste do hemisfério, depois do grande tombo populacional ocorrido no começo do século XXIII].

Desceram no meio da floresta [nenhum humano ou humana em um raio de cinco mil quilômetros] e somente muito treino [feito nas incubadoras do SuperEstado, desde que as famílias foram oficialmente extintas no ano 2361] os fazia imaginar que um dia outros humanos tivessem ali vivido.

Máquinas escavadoras [ajudadas por sondas ultragalácticas] revelaram que um dia humanos habitaram ali. A exatos trinta e nove metros abaixo de um rio encontraram um globo metálico trespassado por uma haste, que encimava uma formação semelhante a um prédio, sob o qual quedava a inscrição Brasil. Por pareça que incrível, alguém vivera ali.

Os membros da equipe entreolharam-se. Quem entendia aquilo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário